Denúncias

0 278

Aentrega_centro_saude_fatima_ Prefeitura de São Luís já disponibiliza à população o GeneXpert, equipamento de última geração capaz de fazer o diagnóstico da tuberculose em apenas três horas. Único aparelho disponível em todo o Maranhão, o GeneXpert otimizará o atendimento do Centro de Saúde de Fátima – referência no tratamento da tuberculose -, cujas instalações totalmente reformadas foram entregues pelo prefeito Edivaldo, na manhã desta terça-feira (23).

“Estamos melhorando nossas unidades de saúde e instrumentalizado-as com equipamentos modernos para que a população ludovicense tenha mais qualidade no atendimento à saúde. Reformar essa unidade e disponibilizar esse importante equipamento representa um avanço muito grande para o setor da saúde do Município, porque possibilita de forma muito mais rápida o diagnóstico e o tratamento dessa doença altamente contagiosa”, disse Edivaldo.

O Centro de Saúde de Fátima atende em média 20 mil pessoas por mês e, com os novos serviços disponibilizados, estima-se que esse número cresça a patamares ainda mais significativos. A secretária municipal de Saúde, Helena Duailibe, reforçou a importância da aquisição do novo equipamento para testes rápidos de tuberculose.

“O diagnóstico da tuberculose, que atualmente leva dias para ser feito por meio dos exames clássicos, será encurtado para poucas horas na rede municipal de saúde, otimizando o serviço no Centro de Saúde de Fátima, que já é uma referência na área. O teste rápido de tuberculose vai permitir que o paciente seja logo diagnosticado e, com isso, evitar que ele continue propagando a doença em seu meio de convivência, além de que nos permite também fazer com maior brevidade a busca ativa das pessoas com quem o paciente manteve contato”, disse Helena Duailibe.

Além de detectar em poucas horas a presença do material genético do bacilo de Koch, o novo equipamento identifica também se o tipo de enfermidade do paciente é resistente aos tratamentos mais utilizados.

REFORMA

A nova modalidade de exame diagnóstico da tuberculose oferecido pela Prefeitura de São Luís vai ser somada aos demais serviços do Centro de Saúde de Fátima, que foi totalmente reformado, visando ampliar e otimizar os serviços de média complexidade da rede municipal de saúde.

A reforma contemplou a revitalização de todos os ambientes, climatização, pintura e recuperação das partes elétrica e hidráulica, além de melhorias na acessibilidade para proporcionar melhores condições de locomoção de pessoas com deficiência, bem como a reestruturação do laboratório de análises clínicas.

O Centro de Saúde de Fátima é uma das mais antigas unidades de saúde de São Luís e atende também à grande demanda de bairros circunvizinhos como Areinha, Coroadinho, Parque dos Nobres, Parque Timbira, Alto do Parque Timbira, Parque Pindorama, entre outras localidades da capital.

Para atender a essa demanda, a unidade conta com dez consultórios que realizam consultas em clínica geral e em várias especialidades, como pediatria, ginecologia e urologia, além de ter um serviço de referência em hepatologia, voltado especialmente para a assistência a pessoas diagnosticadas com doenças do fígado.

Com a reforma, a estimativa da Prefeitura de São Luís é que o Serviço de Atendimento Especializado (SAE), que funciona na unidade, aumente ainda mais a demanda. O SAE é específico para pessoas com o vírus da Aids, oferecendo atendimento que vai desde o diagnóstico até o tratamento, com distribuição gratuita de medicamento. Neste serviço, a Prefeitura atende inclusive pacientes do interior do Maranhão.

Com uma equipe de 140 profissionais, sendo 20 médicos em várias especialidades, o Centro de Saúde de Fátima disponibiliza à população também os programas de Controle da Hanseníase, Hipertensão, Diabetes e Vacinação, além de realização de curativos, nebulização e procedimentos odontológicos.

A vendedora Celeste Maria Gomes Silva, 45 anos, moradora do Bairro de Fátima desde que nasceu, disse que a unidade precisava de uma reforma como esta. “Já percebemos logo na entrada que está bem melhor. As paredes estavam cheias de limo, e também não tínhamos uma série de exames que agora estão sendo oferecidos aqui”, disse ela.

Participaram também da solenidade da entrega das novas instalações do Centro de Saúde de Fátima os vereadores Pedro Lucas, Basileu Ramos e Marlon Garcia, além dos secretários municipais José Cursino Moreira (Planejamento), Andreia Lauande (Criança e Assistência Social), Batista Matos (Comunicação) e Júlio César Marques (Desenvolvimento Metropolitano).

 

img-20150530-wa0067A travessa  São Francisco, na avenida Guajajara, tem um sério problema de drenagem. O Fala São Luís recebeu a seguinte denuncia: ” Peço que olhe com urgência a entrada do nosso condomínio, são 240 apartamentos que só tem esse acesso pra entrar e sair de casa, todo período chuvoso é a mesma coisa se intensificando a cada ano”

Iremos encaminhar a demandadrena

0 303

 

prefeitura _ pavimentaçãoAs obras de urbanização da Vila Riod realizadas pela Prefeitura de São Luís prosseguem em ritmo acelerado. As ruas Santa Rita, Santa Teresinha, São Pedro, União, Eudeulino, Sol Nascente, São José I e II, Travessa do Aterro e trecho da Rua da Secretaria já receberam pavimentação asfáltica. Nesta semana, as equipes trabalham a preparação da base da Avenida Sarney Filho e das ruas Castanheiras, Menino Jesus, Jerusalém, Nossa Senhora de Fátima, Fé em Deus e São José III para que o asfalto seja implantado.

“Temos um planejamento com várias frentes de trabalho já abertas e iremos expandir as obras de pavimentação para diversos bairros em nossa cidade; alguns, inclusive, recebem o asfalto pela primeira vez. Nosso objetivo é ampliar a mobilidade urbana, reduzindo o tempo de deslocamento e, assim, contribuir para que haja mais qualidade de vida, com uma rotina mais leve e confortável à nossa população”, disse o prefeito Edivaldo.

As ações integram o pacote de intervenções em andamento pela Prefeitura de São Luís, com ênfase para as obras de pavimentação em várias localidades da cidade. Na Vila Riod, as obras pavimentam vias que nunca haviam recebido asfalto, assim como no Pontal da Ilha. A piçarra ou areia com que eram cobertas as vias antes das obras dificultavam a trafegabilidade. No Pontal da Ilha, estão recebendo camada asfáltica as Ruas da Prata e do Bronze, e a Avenida Alphaville passa por terraplanagem, além de outras que estão incluídas na programação.

“Ao promover melhorias urbanas em comunidades com infraestrutura precária, o prefeito Edivaldo está não apenas melhorando a qualidade de vida e proporcionado bem-estar os moradores, mas principalmente resgatando a dignidade de milhares de cidadãos”, frisou o secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, Antônio Araújo.

Também está adiantada a requalificação asfáltica executada em vias de ligação entre os bairros Cohama e Turu. Nessa área, já foram feitos serviços de pavimentação na Rua do Aririzal, Boa Esperança e nas Avenidas Arthur Carvalho e Eurípedes Bezerra.

Franciele Barbosa, moradora da Rua São Pedro, na Vila Riod, narrou que esse era um sonho antigo da comunidade e que agora está sendo realizado. “A nossa vida aqui sempre foi muito difícil. São mais de 20 anos de espera. Agora, está bom demais”, relatou Barbosa.

Célia Cardoso da Silva, outra moradora do local, relatou que a vida agora é bem melhor. “Aqui, quando não era muito lama, era só poeira. Agora, está ótimo e acreditamos que vai melhorar ainda mais”, disse, confiante. Já, o morador Ezequiel da Silva Rodrigues garantiu que agora sente prazer em morar na Vila Riod. “Agora não vamos mais ter os problemas antigos de quase não poder entrar em casa por causa da lama ou dos móveis o tempo todo sujo por causa da poeira”, lembrou.

As obras na Vila Riod integram o Lote I de execuções de serviços de pavimentação em concreto asfáltico e bloquete, com a construção e recuperação de drenagem profunda (galerias e bocas de lobo) e de drenagem superficial (meio-fio e sarjeta), cujos investimentos são provenientes de financiamento junto à Caixa Econômica Federal (CEF), contemplando áreas da Janaína e Cidade Operária.

 

 

0 367

8624_programa_crack_possivel_vencer_200515_fotobaeta22O prefeito Edivaldo lançou nesta quarta-feira (20) o programa “Crack, é Possível Vencer!” que tem como objetivo ampliar a oferta dos serviços de saúde e assistência social aos usuários e dependentes da droga, em São Luís. O programa, idealizado pelo governo federal e executado pela Prefeitura em parceria com os governos estadual e federal, visa fortalecer as ações de prevenção, apoio ao usuário, segurança pública e capacitação. Na capital, o programa será desenvolvido em duas áreas críticas de consumo do crack: João Paulo e Centro Histórico.

“Vamos atuar fortemente no enfrentamento a esse sério problema de saúde pública, que assola o país e aqui não é diferente. Mas a Prefeitura de São Luis, por meio desse importante programa, vai dar sua parcela de contribuição no combate às drogas, em especial ao crack, entrando com prevenção, apoio social e de saúde nas áreas mais críticas de consumo da droga na nossa cidade “, disse Edivaldo.

Na solenidade de lançamento, ocorrida em frente ao Palácio de La Ravardière, o prefeito entregou os equipamentos que serão utilizados na ação. São duas viaturas, uma ambulância, duas motos, um microônibus de monitoramento das câmeras instaladas em todo o Centro Histórico, além de armas não-letais que serão utilizadas por 76 guardas municipais destacados para atuarem especificamente nessa ação.

Por meio das secretarias municipais da Criança e Assistência Social (Semcas), Segurança com Cidadania (Semusc) e Saúde (Semus), atuando de forma integrada, a Prefeitura vai promover ações com o intuito de aumentar a oferta de serviços de tratamento e atenção aos usuários e seus familiares, reduzir a oferta de drogas ilícitas por meio do enfrentamento ao tráfico e às organizações criminosas e promover ações de educação, informação e capacitação.

De acordo com o titular da Semusc, Breno Galdino, os guardas disponibilizados pela segurança municipal vão realizar rondas, diuturnamente, no Centro Histórico e no João Paulo. Os guardas foram capacitados no curso de Tópicos Especiais de Policiamento e Ações Comunitárias (Tepac) em que receberam noções de saúde pública direcionadas à área de psicologia, assistência social e psicotrópicos. Para monitorar a área, foram implantadas 20 câmeras que vão reforçar o trabalho de segurança preventiva.

“Sabemos que o avanço do uso de crack já se configura quase como uma epidemia no país. Por isso, o prefeito Edivaldo foi bastante incisivo no sentido de darmos máxima atenção e total empenho no combate a esse problema, em São Luís. O Centro Histórico é uma área já detectada como crítica no consumo de drogas, então estamos trazendo para dentro da área quase 80 guardas municipais capacitados, de forma que possamos realizar o trabalho preventivo e ostensivo, dando apoio também às demais secretarias envolvidas nesse trabalho”, afirmou Galdino.

De acordo com a secretária municipal da Criança e Assistência Social, Andreia Lauande, o lançamento oficial do programa “Crack, é Possível Vencer!” marca um esforço empenhado pelo prefeito Edivaldo desde o início da gestão para trazer esse programa e intensificar as ações de combate ao problema na capital. “O crack já não é mais um problema apenas de segurança pública, ele é considerado uma questão social. Os dados apontam que a ação integrada para combater esta epidemia nacional é fundamental para termos sucesso no programa. Por isso, nossos serviços podem contribuir quando o vício afeta pessoas em vulnerabilidade social”, frisou a secretária.

O programa é coordenado pelo Ministério da Justiça em parceria com os Ministérios da Saúde e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, da Educação e da Secretaria de Direitos Humanos. O programa é uma ação integrada que envolve três eixos de atuação: prevenção, cuidado e autoridade.

A Semcas participa do programa com serviços que já atendem à população de São Luís. Entre os serviços disponíveis está o Serviço Especializado em Abordagem Social, que realiza a abordagem e busca ativa para a identificação da incidência de trabalho infantil, exploração sexual de crianças e adolescentes e situação de rua. A atuação é estendida aos espaços públicos como praças, entroncamentos de estradas, terminais de ônibus, rotatórias e áreas degradadas.

Outra ação disponível nessa área é o Serviço Especializado para Pessoas em Situação de Rua. Ele é direcionado às pessoas que têm as ruas como espaço de moradia ou sobrevivência e funciona nos Centros de Referência Especializados para Pessoas em Situação de Rua (Centro Pop), de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

A Semcas dispõe de dois Centros Pop. Um localizado na Beira-Mar (ao lado da Praça Maria Aragão) e o outro na Estrada de Ribamar, bairro Aurora. Ainda no atendimento à pessoa em situação de rua, a Semcas oferta o Abrigo Institucional, que é provisório e tem estrutura para receber, com privacidade, pessoas do mesmo sexo ou grupo familiar. O Abrigo Institucional fica localizado na Beira-Mar, ao lado do Centro Pop do Centro.

Equipe multidisciplinar da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), constituída por médicos psiquiatras, enfermeiros, técnicos de enfermagem, terapeutas ocupacionais, psicólogos, assistentes sociais, farmacêuticos, fisioterapeuta, atenderão os pacientes depois que passarem pelo Centro Pop. O atendimento a estes pacientes será no Centro de Atenção Psicossocial de Álcool e Drogas (CAPS AD), localizado no Filipinho.

0 303

frente parl violencia contra mulher

Aconteceu nesta quarta-feira (20), no Plenarinho da Assembleia Legislativa, o lançamento oficial da Frente Parlamentar de Combate à Violência Contra a Mulher.

De autoria da deputada Francisca Primo (PT), a Frente Parlamentar foi criada com o objetivo de contribuir, fortalecer e desburocratizar a Rede de Atendimento em Defesa da Mulher no Estado do Maranhão, em conjunto com as demais entidades que atuam no combate à violência contra a mulher.

“Precisamos ampliar a atuação desses grupos de proteção. Nesse sentido, é que a Assembleia Legislativa do Maranhão estará inserida para combater qualquer tipo de violência contra a mulher, principalmente, quando nos damos conta que grande parte das mulheres em situação de violência, não procura ajuda, por medo ou por falta de informação”, afirmou Francisca Primo, lembrando que a Casa conta com a Comissão dos Direitos Humanos e Defesa das Minorias para que possa atuar com mais autonomia.

De acordo com dados divulgados recentemente pelo Tribunal de Justiça do Maranhão, nos dois primeiros meses deste ano já foram registrado 1.300 processos de violência contra a mulher, sendo que o total de processos abertos no Estado chega a 29 mil. Francisca Primo destacou ainda o caso que aconteceu esta semana, no Bairro de Fátima, onde o esposo matou a esposa e depois tentou suicídio.

A deputada disse que a Frente irá trabalhar incansavelmente para reduzir as estatísticas da violência doméstica no Maranhão. Para isso é preciso maiores investimentos com mais delegacias, aumento do efetivo policial e mais promotorias especializadas em todo o Estado. Ela reforçou ainda a importância da mulher denunciar os casos de violência pelo número 180. “Denunciar ainda é a grande arma contra os agressores”, acentuou.

O juiz de Direito Especial no Combate à Violência Doméstica e Familiar, Nelson Moraes Rêgo, frisou que a Lei Maria da Penha, além de uma lei, é um sistema de proteção da mulher, que tem como suas ferramentas, as medidas protetivas que vão desde a proibição da aproximação do agressor até medias mais duras como a prisão.

Presente no evento, o vereador Honorato Fernandes (PT) elogiou a deputada pela iniciativa e afirmou que a Frente Parlamentar será uma força significativa na luta contra a violência doméstica. Segundo ele, o alto índice de registros de agressões contra a mulher evidencia cada vez mais a necessidade de ações, como a proposta pela parlamentar, de integração e fortalecimento das entidades e órgãos que lutam no combate a esta mazela social.

Participaram da mesa de honra as deputadas Francisca Primo (PT), presidente da Frente; Nina Melo(PMDB), vice-presidente; Valéria Macedo (PDT); Suzana Serra, secretária adjunta da Secretaria Estadual da Mulher; promotora Selma Martins, da Promotoria da Defesa da Mulher; juiz Nelson Moraes Rego; juíza Rosangela Santos Prazeres, diretora social da Associação dos Magistrados do Maranhão; Lurdes Leitão Rocha, do Conselho Municipal da Condição Feminina.

Também participaram do lançamento da Frente Parlamentar, os deputados Zé Inácio (PT) e Fernando Furtado (PCdoB).

 

Assessoria do Vereador Honorato Fernandes com Agência Assembleia