Em solenidade realizada no auditório da Fiema na última terça-feira (19) a Câmara Municipal de São Luís outorgou a várias pessoas a Medalha Simão Estácio da Silveira. Esta medalha é destinada a agraciar personalidades locais, nacionais ou estrangeiras que contribuem para o município de São Luís. O nome da medalha é uma homenagem ao fundador e primeiro presidente da Câmara de São Luís, Simão Estácio da Silveira e foi instituída em maio de 1995.

Durante a solenidade o vereador Honorato Fernandes (PT) saudou os presentes em nome dos vereadores. Na sua fala Honorato destacou o trabalho dos parlamentares a importância da parceria com representantes de diversos segmentos da sociedade.

“A medalha é entregue num momento muito significativo, que são as festas de final de ano. Momento em que fazemos uma reflexão das ações realizadas ao longo do ano. E o ano de 2017 foi um ano de muitas atividades e desafios na câmara. Só para realçar destaco audiências públicas que trataram sobre diversos assuntos como: saúde, educação, Lei do Feminicidio, violência contra jovens e LGBT, privatização do setor elétrico e regularização fundiária. Em todas estas discussões a presença de representantes de entidades foi fundamental para enriquecer o debate”, destacou Honorato Fernandes que ao final de sua fala destacou a importância dos homenageados e pediu uma salva de palma ao vereador Edmilson Jansen que faleceu em 2017.

“Aos contemplados pela Medalha, tenho certeza que a relevância do trabalho dispensado em prol do desenvolvimento do nosso município os tornam mais que merecedores de tal honraria. Em 2018 esperamos contar com todos vocês na construção de uma política mais justa e igualitária. E finalizo pedindo uma salva de palma ao companheiro Edmilson Jansen que nos deixou este ano”. Finalizou Honorato Fernandes.

Entrega das medalhas – Tradicionalmente, na solenidade de entrega da Medalha de Mérito Legislativo Simão Estácio da Silveira, cada vereador outorga a medalha para três personalidades de sua escolha. O vereador Honorato Fernandes outorgou a medalha a três mulheres ligadas com forte presença nos movimentos sociais. São elas:

Leoneide Brito- Professora do Departamento de Biblioteconomia da UFMA, Doutora e Mestre em Educação e atual Presidenta do Conselho Regional de Biblioteconomia na 13 Região, exercendo o segundo mandato;

Magda Aparecida Gonçalves – paulista que tem dado grande contribuição à formação e organização da luta popular em saúde, como Educadora Popular e Especialista em Saúde. Magda contribuiu com a implementação do Sistema Único de Saúde SUS) no Maranhão como Assessora da ASP – Associação de Saúde da Periferia;

Lucia Gato- Professora, Biológa, atriz e integrante do Grupo de Mulheres Negras Mãe Andresa e atual presidenta do Conselho Estadual da Mulher no Maranhão.